quinta-feira, 25 de novembro de 2010

EMÍLIA A BONECA DE PANO

Emília, a boneca gente

De uma caixa de costura
Pano, linha e agulha
Nasceu uma menina valente
Emília, a boneca-gente

Nos primeiros momentos de vida
Era toda desengonçada
Ficar em pé não podia, caía
Não conseguia nada

Emília, Emília, Emília

Mas a partir do momento
Que aprendeu a andar
Emília tomou um pílula
E tagarelou, tagarelou a falar
Ela é feita de pano
Mas pensa como um ser humano
Esperta e atrevida
É uma maravilha, Emília, Emília

Emília, Emília, Emília

Pra cada história ela tem um plano
Inventa mil idéias
Não entra pelo cano
Ah, essa boneca é uma maravílha

Emília, Emília, Emília


De uma caixa de costura
Pano, linha e agulha
Nasceu uma menina valente
Emília, a boneca-gente

Nos primeiros momentos de vida
Era toda desengonçada
Ficar em pé não podia, caía
Não conseguia nada

Emília, Emília, Emília

Mas a partir do momento
Que aprendeu a andar
Emília tomou um pílula
E tagarelou, tagarelou a falar

Ela é feita de pano
Mas pensa como um ser humano
Esperta e atrevida
É uma maravilha, Emília, Emília

Emília, Emília, Emília

Pra cada história ela tem um plano
Inventa mil idéias
Não entra pelo cano
Ah, essa boneca é uma maravílha

Emília, Emília, Emília

Um comentário:

  1. Sou animadora e recreadora de FESTAS INFANTIL..e me visto da Boneca Emilia..sou fã delaa rsrs

    ResponderExcluir